Topo
×
Já temos 4.124 noticias em nosso Acervo! Já passamos de 1 milhão de visitantes.

Ajustando os faróis.  Ficou claro?

Portal AlltoPeças 17/11/2015

Certamente você já viu condutores usando os faróis de maneira incorreta. Uns saem por aí ofuscando outros motoristas e há também os que fazem ainda pior, esquecendo de utilizar qualquer iluminação, dificultando a sua visualização e criando situações de risco no trânsito. Confira os tipos de luz do seu carro:

Farol baixo é o principal responsável pela iluminação do seu carro e deve ser usado que assim que começar a escurecer. É recomendado acender os faróis baixos mesmo durante o dia em estradas e rodovias, para facilitar a visualização do seu carro e aumentar a segurança. É obrigatório o uso de faróis baixos dentro de túneis, servindo para auxiliar sua própria visibilidade, como para facilitar a visibilidade dos outros motoristas. 

Farol alto só deve ser utilizado em vias sem iluminação pública e desde que não exista um veículo no sentido contrário. Se estiver utilizar na estrada, fique atento para desligar o farol ato assim que perceber a presença de outro veículo, tanto no sentido contrário como no sentido em que você trafega.  Um lampejo do farol alto pode ser utilizado para indicar a outro condutor que trafega em sentido contrário, que há algum perigo na estrada. Também dê um lampejo, quando for fazer uma ultrapassagem, sinalizando também com a seta a sua intenção. Auxiliares são os faróis de neblina e de milha, não obrigatórios, e alguns veículos não possuem.

O farol de neblina é localizado normalmente no para-choque do veículo e sua função é garantir uma melhor visibilidade em períodos de chuva ou neblina. Ele ilumina melhor as laterais do veículo, facilitando a leitura de sinalização da via.  Já os faróis de milha são luzes com a função de direcionar um faixo de luz de longo alcance para frente.

A utilização dos faróis auxiliares não substituem os faróis baixos, apesar de ser uma prática comum para alguns condutores.

Luzes de posição, conhecida também como “farolete”, essa é uma luz com baixo poder de iluminação que serve para destacar para os outros condutores a largura do seu carro, tanto na parte dianteira como traseira. É aquele primeiro estágio que se acende no farol do seu carro. O uso dessa luz e não substitui o farol baixo e é recomendado somente para períodos do dia.

Lanterna de neblina deve ser utilizada junto com o farol de neblina, em épocas de neblina ou chuva forte, quando a visibilidade estiver baixar. Localizada na traseira do veículo, tem a função de indicar a sua presença para quem vem atrás. Sua intensidade e cor são muito parecidas com as da luz de freio, portanto, não utilize desnecessariamente, para não confundir os outros motoristas.

Luzes de direção, seta, pisca, ou mesmo pisca-pisca, são as luzes de uso obrigatório e indicativas de mudança de direção em conversões, sinalização em ultrapassagem e para sinalizar a sua intenção de realizar uma manobra. Elas estão localizadas na dianteira e traseira de todo veículo, tanto no lado direito como esquerdo. Alguns carros possuem também na lateral e ou retrovisores. Vale lembrar de que não utilizar corretamente as luzes de direção é passível de multa.

Luz de marcha ré é uma luz que se acende automaticamente na traseira do veículo ao engatar esta marcha. Sua função é indicar para quem vem atrás a sua intenção dar a ré, além de garantir que você enxergue bem a parte traseira.

Luz de freio é a luz de cor avermelhada e intensa que se acende ao acionar o freio. Sua função é indicar para quem vem atrás que você está reduzindo a velocidade.  A luz de freio estão localizadas nas lanternas traseiras, bem como entre elas, a terceira luz de freio, ou brake-light.  

Veja também
Autotrends
Fernando Calmon
CRIATIVIDADE AO OUSAR Alta Roda nº 965   31/10/17
Fernando Calmon
CONVERGÊNCIA NECESSÁRIA Alta Roda nº 958 12/9/17
Fernando Calmon
KWID AMPLIA ALTERNATIVAS Roda nº 953  08.08.2017
Como Anunciar ALLTOLOG
Assine nossa newsletter

Receba novidades e ofertas diretamente em seu e-mail! Cadastre-se!